O Portal de notícias da Região

Laudo aponta que elefanta Lady sofre de dores e inflamação e corre risco de morte

Laudo aponta que elefanta Lady sofre de dores e inflamação e corre risco de morte

 

Um laudo técnico divulgado nesta quinta-feira (24) aponta que a elefanta Lady foi encontrada sob maus-tratos no Parque Zoobotânico Arruda Câmara, conhecido como Bica, em João Pessoa. O processo foi realizado após denúncia do Núcleo de Justiça Animal da UFPB (NEJA), junto ao Ministério Público Federal.

O diretor do NEJA, Francisco José, informou que a denúncia foi realizada em março deste ano e a perícia foi realizada no dia 22 de maio por peritos vindos dos Estados Unidos e da Universidade Federal do Paraná.

O documento mostra que foram constatadas irregularidades como falta de água, doenças, negligência crônica, diária e contínua devido a falta de tratamento adequado com risco de morte em consequência à possível osteíte séptica, que é uma inflamação grave encontrada na pata.

Além disso, foi identificado que além de dores e inflamações durante o período de três anos, Lady sofria abusos psicológicos quando colocada na presença do seu antigo tratador.

O laudo aponta também que o zoológico não possui condições para fornecer o manejo terapêutico adequado para o quadro clínico do animal.

De acordo com Francisco José, a ONG Santuário de Elefantes Brasil, situada na Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, abriu um procedimento no Ministério Público de São Paulo sobre os supostos maus-tratos sofridos por Lady.

Segundo ele, a ONG, dedicada a cuidar de animais vítimas de maus-tratos, se propôs a resgatar Lady, sem a cobrança de qualquer custo financeiro, caso haja permissão da Prefeitura de João Pessoa e do Ibama, que são os órgãos responsáveis pelo animal.

A PMJP informou em nota que o secretário de Meio Ambiente de João Pessoa, Abelardo Jurema, e a equipe de profissionais que cuidam da elefanta Lady estarão à disposição da imprensa a partir das 11h, na sede da Semam, no Centro Administrativo Municipal (Cam), em Água Fria, para falar sobre os cuidados e o tratamento oferecido pela Bica a elefanta.

Fonte

T5
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Laudo aponta que elefanta Lady sofre de dores e inflamação e corre risco de morte

T5

 

Um laudo técnico divulgado nesta quinta-feira (24) aponta que a elefanta Lady foi encontrada sob maus-tratos no Parque Zoobotânico Arruda Câmara, conhecido como Bica, em João Pessoa. O processo foi realizado após denúncia do Núcleo de Justiça Animal da UFPB (NEJA), junto ao Ministério Público Federal.

O diretor do NEJA, Francisco José, informou que a denúncia foi realizada em março deste ano e a perícia foi realizada no dia 22 de maio por peritos vindos dos Estados Unidos e da Universidade Federal do Paraná.

O documento mostra que foram constatadas irregularidades como falta de água, doenças, negligência crônica, diária e contínua devido a falta de tratamento adequado com risco de morte em consequência à possível osteíte séptica, que é uma inflamação grave encontrada na pata.

Além disso, foi identificado que além de dores e inflamações durante o período de três anos, Lady sofria abusos psicológicos quando colocada na presença do seu antigo tratador.

O laudo aponta também que o zoológico não possui condições para fornecer o manejo terapêutico adequado para o quadro clínico do animal.

De acordo com Francisco José, a ONG Santuário de Elefantes Brasil, situada na Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, abriu um procedimento no Ministério Público de São Paulo sobre os supostos maus-tratos sofridos por Lady.

Segundo ele, a ONG, dedicada a cuidar de animais vítimas de maus-tratos, se propôs a resgatar Lady, sem a cobrança de qualquer custo financeiro, caso haja permissão da Prefeitura de João Pessoa e do Ibama, que são os órgãos responsáveis pelo animal.

A PMJP informou em nota que o secretário de Meio Ambiente de João Pessoa, Abelardo Jurema, e a equipe de profissionais que cuidam da elefanta Lady estarão à disposição da imprensa a partir das 11h, na sede da Semam, no Centro Administrativo Municipal (Cam), em Água Fria, para falar sobre os cuidados e o tratamento oferecido pela Bica a elefanta.

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )