O Portal de notícias da Região

PMCG suspende contratos da merenda escolar e anuncia medidas

Prefeitura disse que está tornando "mais rígido o controle sobre processos internos de compras e serviços na administração municip

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), anunciou a suspensão de todos os contratos vigentes relativos ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) após as investigações da Operação Famintos, que apura fraudes na merenda escolar na cidade. Dois secretários foram afastados e outros cinco servidores também deixaram os cargos suspeitos no caso.

A Prefeitura de Campina Grande disse ainda que está tornando “mais rígido o controle sobre processos internos de compras e serviços na administração municipal”.

O prefeito afirmou que apoia todas as investigações em curso promovidas pelos órgãos de controle externo, dentro da Operação Famintos, entende da importância do funcionamento pleno das instituições, mas deixa claro que seu primeiro foco no momento é a garantia do controle administrativo das áreas mais afetadas.

“Estamos adotando medidas imediatas, as primeiras de uma série, com o objetivo de manter normal o funcionamento da máquina, por obrigação institucional e respeito à população”, destacou Romero Rodrigues, que anunciou a designação de um grupo de auditores do quadro efetivo da prefeitura para acompanhar de perto processos licitatórios na origem.

O prefeito campinense recomendou à equipe agilidade para que, em sintonia com o Ministério Público Federal, sejam adotadas medidas emergenciais para que o fornecimento da merenda escolar para mais de 160 unidades escolares e creches de Campina Grande não sofra um colapso já na próxima semana.

Fonte

Portal Correio
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

PMCG suspende contratos da merenda escolar e anuncia medidas

Portal Correio

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), anunciou a suspensão de todos os contratos vigentes relativos ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) após as investigações da Operação Famintos, que apura fraudes na merenda escolar na cidade. Dois secretários foram afastados e outros cinco servidores também deixaram os cargos suspeitos no caso.

A Prefeitura de Campina Grande disse ainda que está tornando “mais rígido o controle sobre processos internos de compras e serviços na administração municipal”.

O prefeito afirmou que apoia todas as investigações em curso promovidas pelos órgãos de controle externo, dentro da Operação Famintos, entende da importância do funcionamento pleno das instituições, mas deixa claro que seu primeiro foco no momento é a garantia do controle administrativo das áreas mais afetadas.

“Estamos adotando medidas imediatas, as primeiras de uma série, com o objetivo de manter normal o funcionamento da máquina, por obrigação institucional e respeito à população”, destacou Romero Rodrigues, que anunciou a designação de um grupo de auditores do quadro efetivo da prefeitura para acompanhar de perto processos licitatórios na origem.

O prefeito campinense recomendou à equipe agilidade para que, em sintonia com o Ministério Público Federal, sejam adotadas medidas emergenciais para que o fornecimento da merenda escolar para mais de 160 unidades escolares e creches de Campina Grande não sofra um colapso já na próxima semana.

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )